A História de Terror ‘Marcelinho’, conta a história de um garoto novo que adorava fazer novas amizades, mas se elas soubessem…

Ele dizia que morava na rua de cima, para onde acabara de se mudar. Tinha nove anos, a mesma idade de Airton, de quem se tornou amigo e nos últimos dias sempre aparecia na rua para brincar com ele e trocar figurinhas da Copa do Mundo. 

Naquela tarde fria de inverno de 1970, Marcelinho teve a ideia de entrarem na casa abandonada – um velho casarão nas vizinhanças, onde há muitos anos não morava ninguém. Airton tinha medo de entrar naquela casa, pois diziam ser mal assombrada, mas acabou sendo convencido pelo novo amigo.

Os dois meninos pularam o muro, passaram pelo quintal do casarão e forçaram a porta dos fundos, que não ofereceu resistência. Entraram na casa escura, já envolta na penumbra do fim de tarde. Subiram as escadas até o andar de cima, chegaram a uma sala grande onde havia uma luz muito tênue. Airton estava com medo mas assim mesmo entrou na sala. Viu algumas velas acesas no chão, nas pontas de uma estrela dentro de um círculo. Viu então na parede a figura de um bode preto sentado em um trono. Airton sentiu um arrepio, e assustado disse ao amigo:

– É melhor a gente ir embora, daqui a pouco vai escurecer e eu não estou gostando nada disso…

Marcelinho não disse nada. Estava com a cabeça baixa, olhando fixamente para o chão.

Airton insistiu, com a voz trêmula de medo:

– Vamos pra casa, Marcelinho.

Compre Já o Seu!

Caixa de Pássaros (Bird Box) – Josh Malerman

Marcelinho então olhou para ele e com um sorriso diabólico e respondeu:

– Eu já estou em casa, amiguinho.

Airton saiu da sala correndo e desceu as escadas cada vez mais escuras. Correu até a porta, mas ela estava trancada. Então ouviu a voz de Marcelinho atrás dele, e a voz do amigo se tornara grossa, sinistra e apavorante:

– Sinto muito, Airton, mas é tarde para isso.

Airton estremeceu e então se virou para Marcelinho e viu, aterrorizado, que os olhos dele estavam totalmente negros e sua pele se tornara muito pálida e sem vida.

Airton tentou desesperadamente abrir a porta, mas era inútil. Chorando, implorou:

– Por favor me deixe ir, meus pais vão sentir minha falta e virão me procurar.

Marcelinho já não era mais um menino. Então, em poucos segundos se transformou em um homem adulto de aparência sinistra. Ele deu uma gargalhada assustadora:

– Seus pais já te esqueceram.

Por conseguinte, depois desse dia, Airton nunca mais foi visto.

Poucos dias depois, o menino Marcelinho mostrava seu álbum de figurinhas da Copa do Mundo ao seu novo amiguinho, Felipe.

História de Terror: Marcelinho

História de Terror escrita por Tanya da Legends Never Die

Licença de Uso
O conteúdo do site está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional. Você pode copiar o conteúdo desde que cite o autor e o link da matéria. Com exceção a seção de Histórias de Terror, que possui direitos autorais reservados. Importante: Os textos aqui publicados são de responsabilidade de seus autores e podem não expressar a opinião do Escrita Sombria.

Categorias: Histórias de Terror

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.